Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘E-commerce e Cyberespaço’ Category

imagem_internet2008A cada dia que passa a internet se consolida, cada vez mais, como principal ferramenta de busca / análise para os consumidores brasileiros (segundo pesquisa realizada, 15% das compras de rua e shopping no Brasil passam pela internet).

Read Full Post »

fusion tablesO Google lançou silenciosamente, no dia 09/06/2009, um banco de dados online chamado Fusion Tables, com o objetivo de revolucionar o gerenciamento de dados.

A idéia é driblar as limitações dos bancos de dados tradicionais e simplificar as operações de relacionamento de informações. O Google afirmou que, com a implementação em cloud computing, simplificará também a possibilidade de colaboração em grupos de dados.

“Sem um jeito fácil de oferecer acesso a todos os colaboradores ao mesmo servidor, os dados são copiados e enviados por e-mail e FTP, resultando em várias versões que saem de sintonia rapidamente”, diz o anúncio do Google.

O Fusion Tables também oferece uma tecnologia de espaço de dados, conceito que existe desde os anos 90 e o Google, percebendo seu potencial, o desenvolve desde a compra da Transformic, em 2005, que é uma pioneira da tecnologia.

O esquema de ‘espaço de dados’ tenta resolver o problema de vários tipos e formatos de dados nas empresas, que gastam muito em dinheiro e esforços para torná-los uniformes, com o objetivo de armazená-los e analisá-los em bases de dados convencionais.

Os ‘espaços de dados’ preveem um sistema que cria um índice para oferecer acesso a dados de vários tipos e formatos, resolvendo o problema que o Google chama de “Torre de Babel”.

A tecnologia permite que o Google inclua, nas tabelas bidimensionais tradicionais de base de dados, uma terceira coordenada com elementos como reviews de produtos, posts e mensagens do Twitter, além de uma quarta ‘dimensão’ de atualizações em tempo real.

“Agora temos um espaço com quatro dimensões onde podemos incluir novas perguntas para criar novos produtos e oportunidades de marketing”, diz o anúncio. “Se você é a IBM, a Microsoft e Oracle, seu pior pesadelo está vivo. O Google irá criar espaços de dados automaticamente e implementar novos tipos de pesquisas.”

O Fusion Tables é uma versão prévia do produto, e carrega a marca “Labs” de produto experimental do Google.

Read Full Post »

evolucao_da_internet

O Brasil é o segundo país do mundo em que o uso da internet apresenta maior crescimento. Essa é uma das conclusões de um estudo realizado pelo Giga Information Group sobre o número de servidores conectados aos provedores web. Na frente do Brasil está apenas a Eslováquia. Em seguida vêm Polônia, Chile, Taiwan, Hong Kong, Espanha, China, Uruguai e Dinamarca. De acordo com o levantamento, existem no Brasil mais de 860 mil servidores em que se conectam cerca de 17,3 milhões de usuários. Esses dados mostram que cada servidor atende a cerca de 20 usuários. Na América do Norte essa taxa é de 2,4 usuários por servidor. Segundo o Giga, a demanda pela internet e o número de usuários crescerá ainda mais rápido à medida que as pessoas passarem a usar computadores mais baratos como Palmtops.

Fonte: Giga Information Group

sabiaVocê sabia…

que 78% dos internautas brasileiros avaliam a Internet nacional como ótima/boa ?
que mais da metade dos internautas que nunca fizeram compras online
pretendem comprar em breve ?
70% dos internautas brasileiros utilizam e-mail para enviar e receber informações ?
CDs,livros,artigos de informática,passagens aéreas,filmes em DVD e eletro-eletrônicos,  nesta ordem, são os produtos que mais despertam o interesse  dos usuários que compram online ?
que 64% dos internautas consideram criativos os pop ups veiculados nos sites ?

Conheça o perfil do internauta brasileiro:Perfil

Classe social: 84% são das classes A e B.
Idade: 73% dos usuários estão acima dos 20 anos.
Frequência de acesso à Internet: 71% acessam uma ou mais vezes ao dia.

Fonte: Ibope

Read Full Post »

mst_146.2Imagine acordar e ser informado, pelo celular, de que o caminho que você costuma utilizar para chegar ao trabalho está excepcionalmente livre naquele exato momento. Na hora do almoço, seu BlackBerry o alerta sobre um novo restaurante na cidade que vem se tornando popular entre executivos de sua idade. À noite, recebe no celular uma oferta imperdível: aquele carro que você havia fotografado dois dias antes está em oferta numa loja da vizinhança. Esse roteiro, que mais parece coisa de ficção científica, está bem próximo de se tornar realidade. Empresas como Nokia, Microsoft e Google, além das próprias operadoras de telecomunicações, têm investido pesadamente no desenvolvimento de tecnologias capazes de esmiuçar o comportamento humano por meio do uso que fazemos de nossos telefones celulares. “Esses aparelhos fornecem informações preciosas sobre o comportamento dos indivíduos”, afirma Thomas West, da Universidade da Califórnia, em Berkeley, e um dos principais estudiosos do assunto. “E as empresas estão começando a tirar proveito disso.” O celular, assim, está prestes a se tornar um espião do dono.

Read Full Post »

morda%C3%A7aO que todos os usuários responsáveis da internet temiam aconteceu: a Justiça condenou o dono de um blog a pagar indenização a um cidadão que se sentiu ofendido por comentários feitos por um leitor da página.

O problema que desabou nas mãos da Justiça de São José dos Campos levantou uma questão em torno da liberdade de expressão e de quem é o responsável por esse direito. Na internet, qualquer um pode abrir um site e dizer o que bem entender. Basta saber que será responsabilizado por qualquer infração, civil ou criminal, que cometer com as suas palavras. No caso dos blogs, o problema é maior. O dono do site, em geral, abre um espaço para os leitores discutirem e, dificilmente, monitora minuto a minuto. Nesse ínterim, pode ser pego desprevenido e responsabilizado por ofensas ditas pelos leitores.

Foi o que aconteceu com Fernando Gouveia, dono do blog Imprensa Marrom. Ele foi condenado a pagar 10 salários mínimos (o equivalente hoje a R$ 3.500) para o empresário João Pedro Caiado de Castro. O motivo: Castro considerou ofensivo um comentário deixado por um leitor do blog. A decisão é da juíza Ana Paula Theodosio de Carvalho, de São José dos Campos, provavelmente uma das primeiras a decidir sobre a questão.

Por causa do tal comentário, o blogueiro foi obrigado a retirar seu site do ar durante um tempo. Na sua página, ele dá a sua versão do que aconteceu e afirma: blogueiros, retirem a parte aberta para comentários do site. Ou seja, acabem com a liberdade dos leitores de dizer o que bem entendem. Ele próprio fez isso no Imprensa Marrom.

(mais…)

Read Full Post »

twitter-icon-packSegundo a Folha On-line, o alto índice de desistência dos usuários, como apontou uma pesquisa recentemente, não é uma contrariedade para que Google e Apple, verdadeiros gigantes de tecnologia, demonstrem interesse em comprar o sistema de microblogs.

Segundo o website especializado em tecnologia Techcrunch, a ferramenta de busca do Twitter, denominada “Twitter Search“, figura como o aspecto mais promissor do microblog. Pessoas conversam sobre assuntos mundanos em suas atualizações, ou se conectam às companhias, ou seguem celebridades – mas ainda em uma escala pequena. O real poder do microblog, aparentemente, reside na agregação de dados. E o Twitter também sabe disso.

Segundo Santosh Jayaram, novo responsável por capitanear as operações do Twitter, a ferramenta de buscas do Twitter vai rastrear e indexar links externos. Isso significa que não haverá apenas um fluxo de tweets textual, mas o armazenamento de milhões de páginas da internet. Algumas contendo spam, claro. Mas esse serviço deve ajudar a organizar o bom conteúdo da rede, algo um tanto difícil, desde a explosão da “bolha” da internet.

Tudo indica que o Twitter Search também irá indexar o conteúdo dessas páginas. É isso que o Google faz (Obs.: Jayaram foi responsável pelo setor de Pesquisa e Qualidade do Google). A busca do Twitter não deverá indexar tantas páginas como o Google – mas esse não é o ponto. O microblog não tem pretensão de substituir o Google. O Twitter Search deve ser uma ferramenta menor, mas poderosa, para pesquisa em tempo real.

O maior trunfo do microblog é o fator tempo real. Muitas vezes há atrasos no website, mas ele é mais rápido do que o Google – graças à natureza do tweets (rápido para enviar) versus a natureza das páginas web (lentas para construir). Não está claro, no entanto, a forma como realmente o Twitter usará a página dos resultados da pesquisa.

A empresa pretende adicionar algum tipo de “filtragem de reputação” para a busca oferecer melhores resultados (entenda-se a idéia de filtragem do Twitter Search a partir da “autoridade” do usuário). Engenheiros do site estariam calculando de que forma se estabeleceria esta reputação. Isso parece indicar que não seria baseado apenas no número de seguidores que você tem.

É viver para ver !!!

Read Full Post »

monitoramentoQuase todas empresas reconhecem o potencial das redes de relacionamento como Twitter e Facebook na divulgação suas marcas e produtos. O problema é que são raras as que se sentem à vontade para usar esses sites como uma ferramente efetiva de marketing. O principal motivo é que elas temem perder o controle do que está sendo dito a seu respeito na internet.

O jornal Advertising Age informa em sua edição online que acaba de ser criada uma ferramenta especial chamada Tinker que possibilita às empresas controlar o que está sendo dito a seu respeito e até mesmo induzir discussões positivas de suas marcas. Confira aqui a apresentação (em inglês) da nova ferramente pelo executivo Joe Lagani, da empresa Glam Media, a criadora do Tinker, durante uma conferência no congresso da Associação Nacional dos Anunciantes, em Nova York, na semana passada.

Vale a pena também dar uma navegada no site para conhecer o dispositivo.

Read Full Post »

Older Posts »