Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘cyberespaço’

evolucao_da_internet

O Brasil é o segundo país do mundo em que o uso da internet apresenta maior crescimento. Essa é uma das conclusões de um estudo realizado pelo Giga Information Group sobre o número de servidores conectados aos provedores web. Na frente do Brasil está apenas a Eslováquia. Em seguida vêm Polônia, Chile, Taiwan, Hong Kong, Espanha, China, Uruguai e Dinamarca. De acordo com o levantamento, existem no Brasil mais de 860 mil servidores em que se conectam cerca de 17,3 milhões de usuários. Esses dados mostram que cada servidor atende a cerca de 20 usuários. Na América do Norte essa taxa é de 2,4 usuários por servidor. Segundo o Giga, a demanda pela internet e o número de usuários crescerá ainda mais rápido à medida que as pessoas passarem a usar computadores mais baratos como Palmtops.

Fonte: Giga Information Group

sabiaVocê sabia…

que 78% dos internautas brasileiros avaliam a Internet nacional como ótima/boa ?
que mais da metade dos internautas que nunca fizeram compras online
pretendem comprar em breve ?
70% dos internautas brasileiros utilizam e-mail para enviar e receber informações ?
CDs,livros,artigos de informática,passagens aéreas,filmes em DVD e eletro-eletrônicos,  nesta ordem, são os produtos que mais despertam o interesse  dos usuários que compram online ?
que 64% dos internautas consideram criativos os pop ups veiculados nos sites ?

Conheça o perfil do internauta brasileiro:Perfil

Classe social: 84% são das classes A e B.
Idade: 73% dos usuários estão acima dos 20 anos.
Frequência de acesso à Internet: 71% acessam uma ou mais vezes ao dia.

Fonte: Ibope

Anúncios

Read Full Post »

mst_146.2Imagine acordar e ser informado, pelo celular, de que o caminho que você costuma utilizar para chegar ao trabalho está excepcionalmente livre naquele exato momento. Na hora do almoço, seu BlackBerry o alerta sobre um novo restaurante na cidade que vem se tornando popular entre executivos de sua idade. À noite, recebe no celular uma oferta imperdível: aquele carro que você havia fotografado dois dias antes está em oferta numa loja da vizinhança. Esse roteiro, que mais parece coisa de ficção científica, está bem próximo de se tornar realidade. Empresas como Nokia, Microsoft e Google, além das próprias operadoras de telecomunicações, têm investido pesadamente no desenvolvimento de tecnologias capazes de esmiuçar o comportamento humano por meio do uso que fazemos de nossos telefones celulares. “Esses aparelhos fornecem informações preciosas sobre o comportamento dos indivíduos”, afirma Thomas West, da Universidade da Califórnia, em Berkeley, e um dos principais estudiosos do assunto. “E as empresas estão começando a tirar proveito disso.” O celular, assim, está prestes a se tornar um espião do dono.

Read Full Post »

redes-sociais4O Brasil é o segundo país do mundo em número de acessos a redes sociais, sendo que cada usuário brasileiro visita, em média, 1,22 mil páginas de sites de relacionamento por mês, gastando em média 6,3 horas com redes sociais, de acordo com dados de um estudo da consultoria comScore.

O país que mais acessa rede sociais é a Rússia, onde 1,3 mil páginas de sites de relacionamento são visitadas por mês por usuário, com uma média de 6,6 horas de navegação. Surpreendentemente, os Estados Unidos ocupam apenas a oitava posição no ranking de audiência de redes sociais, com uma visitação mensal de 477 sites por usuário e uma média de 4,2 horas.

Em maio foram acessadas 734,2 milhões de páginas de redes sociais no mundo, o que representou 65% da audiência da internet no mês. Em média, cada usuário acessa 525 páginas de sites de relacionamento por mês por usuário, com uma média de 3,7 horas.

Read Full Post »

o-que-e-um-dominioDois terços das empresas desconhecem que poderão usar seus nomes em lugar de extensões como .com, .org ou .net, quando os domínio de Internet forem liberalizados, no ano que vem, de acordo com uma pesquisa.

A mudança permitiria que empresas como a Nike ou a Microsoft controlassem seus próprios domínios e explorassem melhor as suas marcas, e também combatessem os invasores virtuais que usam variações dos nomes das marcas com as cerca de 280 extensões de domínio existentes.

A Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN), que fiscaliza o sistema de domínio, deve começar a aceitar pedidos para novos domínios de primeiro nível no começo do ano que vem, de acordo com a Future Laboratory, que conduziu a pesquisa.

Mas a mudança não atraiu a atenção da maioria das empresas, constatou a pesquisa conduzida para a Gandi.net.

-(As empresas) em geral parece ignorar completamente que essa mudança está chegando. A mudança ainda não chegou ao conhecimento geral das empresas ou dos consumidores. No entanto, as empresas cientes da mudança consideram que a perspectiva seja bastante animadora – disse White.

O preço de 185 mil dólares inicialmente limitará os pedidos apenas às maiores empresas e organizações, disse Tom Savigar, diretor de estratégia e percepção na Future Laboratory.

A ICANN estima receber entre 300 e 500 pedidos ao abrir suas portas para essas solicitações, no primeiro trimestre do ano que vem, disse ele.

– Veremos as grandes empresas mundiais chegando cedo para controlar melhor seu espaço online. Ser donas do próprio domínio) propiciaria um nível maior de credibilidade e reconhecimento – disse Savigar.

As empresas menores poderão usar extensões mais específicas para acompanhar seus setores de atuação ou localização, a exemplo de ‘.london’ ou ‘.paris.’

A Future Laboratory entrevistou 100 executivos de comércio eletrônico, 50 de grandes empresas e 50 de pequenas e médias empresas que operam online.

Read Full Post »

morda%C3%A7aO que todos os usuários responsáveis da internet temiam aconteceu: a Justiça condenou o dono de um blog a pagar indenização a um cidadão que se sentiu ofendido por comentários feitos por um leitor da página.

O problema que desabou nas mãos da Justiça de São José dos Campos levantou uma questão em torno da liberdade de expressão e de quem é o responsável por esse direito. Na internet, qualquer um pode abrir um site e dizer o que bem entender. Basta saber que será responsabilizado por qualquer infração, civil ou criminal, que cometer com as suas palavras. No caso dos blogs, o problema é maior. O dono do site, em geral, abre um espaço para os leitores discutirem e, dificilmente, monitora minuto a minuto. Nesse ínterim, pode ser pego desprevenido e responsabilizado por ofensas ditas pelos leitores.

Foi o que aconteceu com Fernando Gouveia, dono do blog Imprensa Marrom. Ele foi condenado a pagar 10 salários mínimos (o equivalente hoje a R$ 3.500) para o empresário João Pedro Caiado de Castro. O motivo: Castro considerou ofensivo um comentário deixado por um leitor do blog. A decisão é da juíza Ana Paula Theodosio de Carvalho, de São José dos Campos, provavelmente uma das primeiras a decidir sobre a questão.

Por causa do tal comentário, o blogueiro foi obrigado a retirar seu site do ar durante um tempo. Na sua página, ele dá a sua versão do que aconteceu e afirma: blogueiros, retirem a parte aberta para comentários do site. Ou seja, acabem com a liberdade dos leitores de dizer o que bem entendem. Ele próprio fez isso no Imprensa Marrom.

(mais…)

Read Full Post »

twitter-logoCom o boom de popularidade do Twitter, na esteira da entrada da Oprah no microblog nos States e da reportagem do Fantástico no Brasil, elevou-se também a rejeição à ferramenta, dos que a acusam de inútil a um ralo de tempo com superpoder de sucção e entupido pelo excesso de informações. E, no meio do tiroteio, uma pergunta não cala: o Twitter serve para alguma coisa ? Se sim, para quê ?

Após algum tempo de reflexão (e pesquisa)…encontrei:

1) Sentido instantâneo de comunidade.
Em todas as outras redes sociais, as atividades precisam de um mínimo de organização, fóruns, etc. No Twitter, você consegue entrar em alguma ação comunitária facilmente. As retuitadas de posts igualmente “cimentam” esses tijolos comunitários. Outra ferramenta de construção comunitária é a #followFriday, que é quando alguém fica sugerindo pessoas para os outros seguirem.

2) Manifestação (e observação) da individualidade.
O Twitter é um palco, ou uma vitrine, como o BBB, mas as pessoas precisam ter algum valor real ali para atrair público, diferentemente do BBB. Rendendo um voyeurismo muito mais de resultados.

3) Laboratório (para inovar, inclusive).
O Twitter é excelente para lançar ideias e ver como as pessoas reagem. Um exemplo bem básico: você quer escrever um post, mas tem dúvida sobre se ele vai interessar ? Solta um teaser lá para sentir se repercute. Dá para fazer muito laboratório para valer se você tiver uma boa rede.

4) Fonte de informações e aprendizado.
Tanto de fontes qualificadas, profissionais (especialistas, empresas, sites noticiosos) como de amigos e de pessoas comuns. O Twitter é uma fonte riquíssima, basta montar um bom mix de following folks !!!

Alguém arrisca mais alguma ?

Read Full Post »

Estarei em SP, na Campus Party, de 19 a 22 de janeiro enviando as novidades sobre tecnologia, inovação e conhecimento através do nosso Blog. Acompanhem!

conteudos1

Campus Party é considerado o maior evento de inovação tecnológica e entretenimento eletrônico em rede do mundo. Um encontro anual realizado desde 1997 na Espanha, que reúne durante sete dias milhares de participantes com seus próprios computadores procedentes de diversos países, com a finalidade de compartilhar curiosidades, trocar experiências e realizar todo tipo de atividades relacionadas a tecnologia, a cultura digital e ao entretenimento em rede.

Pela Campus Party já passaram convidados de destaque como o astronauta Neil Armstrong, primeiro homem a pisar na Lua, em 1969, Eveline Herfkens, coordenadora geral da Campanha dos Objetivos do Milênio das Nações Unidas, Stephen Hawking, o grande físico britânico que, através de um vídeo, inaugurou a edição do evento no seu décimo aniversário.

Os participantes da Campus Party mudam-se com seus computadores, malas e barracas para dentro das instalações do evento. Lá encontram uma completa infra-estrutura de serviços, lazer, higiene, segurança, alimentação e, principalmente, tecnologia. Durante uma semana a Campus Party transforma-se na casa de todos.

Participam do evento estudantes, professores, cientistas, jornalistas, pesquisadores, artistas, empresários e curiosos. Todos buscam as últimas novidades tecnológicas, a troca livre de conteúdos e o compartilhamento de experiências ligadas ao mundo digital.

É um público composto por líderes de comunidades on line extremamente ativas na sociedade em rede, com enorme poder de formar opinião e criar tendências. Um público de vanguarda, trendsetter, que antecipa o futuro da nova economia e os caminhos da tecnologia da informação.

Após 12 edições na Espanha a Campus Party iniciou em 2008 seu processo de internacionalização. E o Brasil foi o primeiro País escolhido para receber a maior festa mundial da internet. Também em 2008 foram realizadas edições do evento na Colômbia e em El Salvador, dentro da Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado. Em 2009 e evento pretende se expandir por diversos países da América Latina.

Read Full Post »