Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘tecnologia’

icon_ng_prodA BSA desenvolveu uma solução de suporte à operação de tomada de crédito. Batizada de “CredForce”, ela funciona via web e é cobrada como um serviço. A CredForce auxilia em todo o processo de realização de um empréstimo, desde a checagem de dados do cliente, até o envio da proposta ao banco parceiro, passando pela simulação da operação e a digitalização dos documentos. Mas a grande vantagem é o acesso ao serviço via celular, o que permite aos promotores que oferecem empréstimos nas ruas das grandes cidades adiantar boa parte dos procedimentos. “Antigamente, o promotor que trabalha na rua precisaria levar o cliente até o escritório para preencher a proposta de empréstimo. Com o celular ele pode adiantar algumas operações básicas, como verificar se o CPF está correto ou se há algum problema no Serasa”, descreve o vice-presidente de marketing da BSA, João Paulo Azevedo.

Através do celular, também é possível para os promotores fazer a simulação do empréstimo e depois acompanhar o status da proposta. Tudo é feito via browser do telefone móvel, acessando uma página do serviço na web feita especialmente para celulares. Cerca de dez modelos diferentes de smartphones, todos com teclado Qwerty, já foram testados e homologados para utilizar a solução (Fonte: TI Inside).

Read Full Post »

0000073141A internet passa por constantes transformações e o ano de 2009 vem consolidando estratégias que buscam potencializar o posicionamento de um site nos resultados de busca. Quer sejam esses resultados patrocinados ou orgânicos.

De acordo com pesquisa publicada pelo eMarketer em março deste ano, o mercado americano de busca registrou faturamento de US$ 13,5 bilhões em 2008. Cerca de 88% deste montante é resultado de investimentos das companhias em links patrocinados. O restante representa investimentos em SEO (Search Engine Optimization), ou Otimização de Sites. Outra informação relevante é que a busca representa atualmente 50% do montante direcionado pelas empresas americanas para a publicidade online.

Diante desse cenário, alguns anunciantes perguntam: investir em otimização ou em links patrocinados ? As duas estratégias são importantes e se complementam.

(mais…)

Read Full Post »

mst_146.2Imagine acordar e ser informado, pelo celular, de que o caminho que você costuma utilizar para chegar ao trabalho está excepcionalmente livre naquele exato momento. Na hora do almoço, seu BlackBerry o alerta sobre um novo restaurante na cidade que vem se tornando popular entre executivos de sua idade. À noite, recebe no celular uma oferta imperdível: aquele carro que você havia fotografado dois dias antes está em oferta numa loja da vizinhança. Esse roteiro, que mais parece coisa de ficção científica, está bem próximo de se tornar realidade. Empresas como Nokia, Microsoft e Google, além das próprias operadoras de telecomunicações, têm investido pesadamente no desenvolvimento de tecnologias capazes de esmiuçar o comportamento humano por meio do uso que fazemos de nossos telefones celulares. “Esses aparelhos fornecem informações preciosas sobre o comportamento dos indivíduos”, afirma Thomas West, da Universidade da Califórnia, em Berkeley, e um dos principais estudiosos do assunto. “E as empresas estão começando a tirar proveito disso.” O celular, assim, está prestes a se tornar um espião do dono.

Read Full Post »

Evento Clube de Engenharia

Read Full Post »

“Isso já existe de verdade?!” Foi a pergunta de uma das nossas colegas de turma ao assistir a este vídeo do TED que mostra o demo de uma tecnologia realmente inovadora. ‘SixthSense’, ou ‘Sexto Sentido’, é uma inteface de sensores usados nas mãos e incrementa o mundo físico ao nosso redor com informações digitais e nos permite interagir com as informações através de gestos reais das mãos.

Pattie Maes

Pattie Maes

No MIT Media Lab’s new Fluid Interfaces Group, Pattie Maes pesquisa as ferramentas que nós usamos para trabalhar com informações e nos conectarmos uns aos outros.

Pranav Mistry

Pranav Mistry

Pranav Mistry é o gênio por trás do Sexto Sentido, que implementou e desenhou o sistema.

Para saber mais, acesse:

http://www.pranavmistry.com/projects/sixthsense/index.htm

Read Full Post »

0000068695A TV Globo participou, em abril, de um painel de discussão sobre uso da tecnologia 3D na televisão. O evento foi realizado durante o encontro da NAB (National Association of Broadcasting), principal feira mundial de Radiofusão, no dia 20 de abril, em Las Vegas – EUA.

A TV Globo apresentou ao público o Carnaval 2009 gravado com tecnologia 3D (ou estereoscópica). O sucesso foi tanto que uma matéria foi publicada no site Variety.com pela jornalista americana Anne Thompson destacando a apresentação.

Confira abaixo a tradução de um trecho da matéria:

“A demonstração mais impressionante veio do Brasil com gravações trazidas pela TV Globo, que captou, editou e transmitiu ao vivo, quase que instantaneamente, cenas 3-D do Carnaval no Rio de Janeiro. Foi espetacular – mas o que realmente empolgou a platéia de anunciantes foi a imagem de uma lata de cerveja que girava, destacando-se do plano de fundo. Segundo José Dias, Diretor de Multimídia e Projetos Especiais da TV Globo, os anunciantes presentes queriam utilizar o recurso já no dia seguinte.”

Matéria completa na Internet: http://weblogs.variety.com/thompsononhollywood/3d

Read Full Post »

incubadora_ovoO prazo para as inscrições no Programa Primeira Empresa Inovadora (Prime), que vai conceder R$ 120 mil em recursos não-reembolsáveis a empresas inovadoras nascentes, termina no próximo dia 30 de abril.  É grande o interesse de empresas incubadas em concorrer ao financiamento, que já está sendo considerado um pacote contra a crise econômica no setor. Até agora, cerca de 700 empresas já se inscreveram, o que representa 3,4 mil postos de trabalho.
 
Em todo o Brasil, são 17 as incubadoras-âncora operando o Prime. Elas recebem as propostas de empresas com até dois anos de vida,  selecionam as melhores e repassam os recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP).
 
Uma delas é o Centro Empresarial para Laboração de Tecnologias Avançadas (Celta), vinculado à Fundação Certi (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras), de Florianópolis, Santa Catarina. O diretor da incubadora, Tony Chierighini, destaca o grande interesse que o programa despertou. São 200 acessos diários ao formulário de inscrição, além de dezenas de ligações e e-mails. De acordo com Chierighini, 400 projetos devem concorrer aos R$ 120 mil através do Celta.
 
“No contexto em que vivemos, um programa como este possibilita a consolidação real de uma nova empresa e a geração de, pelo menos, quatro empregos diretos. O Prime é  um pacote anticrise do nosso setor”, diz o diretor.
 
Já no sul de Minas Gerais, em Santa Rita do Sapucaí – região conhecida como “Vale da Eletrônica” – a incubadora do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel) investiu pesado em divulgação. O gerente da incubadora, Rogério Abranches, perdeu as contas de quantas entrevistas, reportagens e chamadas sobre o Prime foram veiculadas na mídia regional. Na afiliada da TV Globo, foram quinze dias de chamadas comerciais, todos os dias.
 
“O nosso objetivo era ter, pelo menos, 75 empresas inscritas”, diz Abranches. A estratégia de marketing funcionou. De acordo com ele, 70 empresários concluíram o mini-curso de orientação, onde aprenderam a preencher o formulário.
 
Abranches diz que uma característica importante do Prime é a de permitir que o empresário se auto-remunere. “Além da falta de noções administrativas, outro problema das empresas nascentes é a falta de recursos, que impede o cientista de se dedicar ao projeto em tempo integral”, explica. “Vejo alguns exemplos de projetos brilhantes que dificilmente teriam chance de prosperar não fosse pelo Prime”, conta ele.
 
O Centro de Incubação e Desenvolvimento Empresarial (Cide), que fica em Manaus, no Amazonas, também investiu pesado em divulgação. O objetivo do diretor executivo do Cide, Eduardo Pedro, é alcançar a marca de  600 inscrições até o dia 30. “Temos um pessoal de telemarketing, que procura as empresas oferecendo ajuda na inscrição do projeto; funcionários que viajam para dar palestras em outros estados; equipes que ficam à disposição, toda sexta-feira, no auditório do Cide, para tirar eventuais dúvidas; além de milhares de panfletos, cartazes e vinte outdoors espalhados pela região”, diz.
 
Na opinião do diretor, apesar da adoção de uma linguagem mais simples no edital, os empresários acabam cometendo equívocos na hora de preencher inscrever seus projetos. Ele alerta que o cadastro deve ser feito tanto no site da incubadora como no Portal Inovação, que fica dentro do site do Ministério da Ciência e Tecnologia. São alguns questionários detalhados – mas simples – que precisam ser respondidos adequadamente. Caso contrário, a inscrição é invalidada. “O empresário pode e deve nos pedir ajuda. Estamos à disposição. Se deixar tudo pra última hora, complica”, diz Pedro.
 
Para o diretor, o Prime garante estabilidade e verba nos primeiros anos da empresa – elementos determinantes para o seu sucesso. “Se a empresa começa bem, com um gestor qualificado e um cientista livre para desenvolver sua idéia, ela deslancha”, diz. Neste ano, a FINEP direcionou R$ 230 milhões em recursos para o Programa. Até 2011, primeira fase do Prime, a Financiadora planeja liberar R$ 1,3 bilhão para cerca de 1.900 empresas. Conheças as 17 incubadoras que operam o Programa Primeira Empresa Inovadora:
 
Cietec (SP)
Fipase (SP)
FVE/Univap (SP)
Biominas (MG)
Fumsoft (MG)
Inatel (MG)
Coppe/UFRJ (RJ)
InstitutoGênesis (RJ)
BioRio (RJ)
Celta (SC)
InstitutoGene (SC)
PUC/Raiar (RS)
Faurgs/CEI (RS)
Cide (AM)
Parque Tecnológico da Paraíba (PB)
Cesar (PE)
Cise (SE)

Read Full Post »

Older Posts »